domingo, outubro 25, 2015

Seja você mesmo, mas não seja sempre o mesmo




Tem certeza que você sabe quem você realmente é?

Estranho é quem consegue ser um só. Estranho é quem consegue ser do mesmo jeito em qualquer situação com qualquer pessoa. Ninguém tem só uma personalidade. Ninguém é só extrovertido ou só introvertido.

Acredito que eu, você e todos nós somos de um jeito diferente em situações diferentes e com pessoas diferentes. Eu consigo ver isso claramente no meu marido. Os assuntos, os jeitos e trejeitos dele mudam de acordo com a pessoa com quem ele está falando. Não é falsidade. É quem ele realmente é, é a adaptação que ele faz.

Ser você é ser você, mesmo sendo diferente em cada situação. Deu para entender? Eu posso ser vilão ou mocinho. Eu posso ser sensível ou insensível. Eu posso ser extrovertida ou introvertida. Eu posso ser exagerada ou moderada. Eu posso ser egoísta ou caridosa. Eu posso ser humilde ou orgulhosa. Tudo vai depender da situação em que estou. Eu sou uma quando acabo de conhecer alguém, eu sou outra na escola, eu sou outra como esposa, eu sou outra com amigos, eu sou outra com a família, eu sou outra no trabalho...

Todos nós temos versões de nós mesmos. Por isso que as pessoas são tão imprevisíveis. É claro que temos alguns padrões de comportamento que sempre vamos acabar seguindo. Mas a cada momento da vida nós vamos nos descobrindo. E somos diferentes a cada situação da vida. A cada interação com uma pessoa nova nós vamos nos encontrando. Por isso, seja VOCÊ mesmo, mas não seja SEMPRE o MESMO. Estão se você ainda não sabe quem você é, não se preocupe, você é as suas mil versões, e as suas mil versões são você. Podemos ter mil versões (ou mais), sem deixar de ser nós mesmos, e essa é a beleza da vida!

Beijos,

Rachel

Seja você mesmo, mas não seja sempre o mesmo (Gabriel Pensador) 

Nenhum comentário:

Postar um comentário